5 estratégias de marketing digital para aumentar as vendas

5 estratégias de marketing digital para aumentar as vendas

O termo marketing digital está cada vez mais popular, mesmo já existindo há décadas. Todos os dias, mais e mais pessoas começam a utilizar a internet para mais do que só entretenimento. É por isso que raramente vemos um negócio físico que não esteja presente também on-line – eles sabem que é possível alcançar uma audiência muito maior estando presente nas redes sociais e mantendo seu site ou e-commerce.

Estratégias de Marketing Digital

Se você tem uma empresa e deseja vender on-line, é importante aprender mais e se manter atualizado sobre estratégias de marketing digital ou contratar um profissional da área para oferecer ao seu cliente uma boa experiência de compra, aumentar o seu número de vendas, promover sua empresa nacional ou internacionalmente, ser reconhecido como um profissional do seu segmento, entre outras vantagens.

Trabalhando sua carteira de clientes atual com Marketing Digital

Carteira de clientes é um termo popular para quem já trabalha com vendas ou tem seu próprio negócio e significa o grupo de pessoas com quem sua empresa já tem um relacionamento.

Existem clientes ativos e inativos e com o marketing digital é possível estreitar o relacionamento com os clientes ativos, que geram recompras, ou seja, são consumidores regulares do seu produto, e reconquistar os inativos. Para isso, é preciso estudar as melhores estratégias de marketing e posicionamento.

Quais são as melhores estratégias para o seu negócio hoje?

Seu negócio pode ser pequeno ou grande, não existe uma fórmula secreta para deslanchar, mas existem pequenas estratégias de marketing digital que, quando estudadas e aplicadas regularmente, vão trazer apenas vantagens. Confira algumas delas abaixo:

  • Invista em ads para redes sociais – Você já tem sua página nas redes sociais que fazem sentido para a sua empresa estar presente, e agora? Além da criação de conteúdo de qualidade, é preciso investir em divulgação. Entre as diversas formas de divulgar seu trabalho – hashtags, convidando seus amigos, divulgando em grupos próprios para isso -, todas as plataformas oferecem o serviço de publicidade paga, onde você escolherá seu cliente ideal e, por um valor fixo diário, a plataforma irá calcular quantas pessoas seu anúncio alcançará. Além das ads pagas para redes sociais, existem opções para sites, como o Google Ads.
  • Faça parcerias – Se você não quer investir financeiramente em uma rede social e acha que seu budget será melhor utilizado numa parceria com outros negócios ou pessoas que tenham a ver com a sua área de atuação, essa é uma tática que funciona para muitas empresas e aumentam as chances de vender on-line, pois atinge novos clientes através de indicações que são confiáveis para eles. Trabalhar com nano influenciadores (pessoas que possuem de 10k a 100k seguidores) pode ser uma estratégia com um valor relativamente baixo e que pode trazer tantos novos consumidores quanto um perfil de 1 milhão de seguidores. Tudo depende do engajamento dessas páginas.
  • Aprenda tudo sobre SEO – uma das siglas mais populares quando se fala em trazer mais visitantes para o seu site e conteúdo, SEO é, em inglês, Search Engine Optimization e, em português, a otimização para mecanismos de busca. É, basicamente, um estudo e estratégias para melhorar o posicionamento do seu site, blog ou loja nos sites de busca, gerando visitas e resultados orgânicos para que você consiga converter estes em vendas e renda. Para começar a melhorar sua posição nas buscas, preste atenção nos títulos dos seus artigos, na descrição das suas imagens (imagens essas que devem ser redimensionadas para que carreguem mais rápido) e nas palavras-chave que escolhe usar nos seus textos – a palavra-chave deve sempre aparecer no título, descrição e logo no primeiro parágrafo.
  • Comece uma campanha de e-mail marketing – E-mail marketing é uma ferramenta poderosa que precisa de muito mais que algumas palavras para ser compreendido. Para simplificar, é o uso do e-mail como forma de promover um serviço, além de manter contato e desenvolver relações com os seus clientes ou possíveis clientes. O e-mail marketing nada tem a ver com spam: quem deve receber seu e-mail é apenas quem já aceitou recebê-lo, até porque, é muito difícil converter um e-mail não solicitado em venda. Mas falaremos mais a respeito dele daqui a pouco.
  • Assine a Emanda – Quando se fala em E-mail Marketing, a Emanda é a solução para que ele não se torne um bicho de sete cabeças, já que nem todos que abrem sua loja virtual possuem experiência com publicidade ou o capital para investir num time de marketing inicialmente. Na Emanda, são utilizadas estratégias com inteligência artificial para que você não precise se preocupar com a criação das suas campanhas, já que ela reconhece o perfil dos seus consumidores e leva a melhor experiência até eles. Você precisa apenas monitorar e ver seus investimentos trazendo resultados.

E-mail Marketing: um grande aliado

E-mail marketing é um aliado tão forte e é uma estratégia tão importante para vender on-line que merece destaque e mais detalhes. Como você já sabe, essa é a forma de promover seu negócio enviando e-mail para os clientes cadastrados através do seu site. Você pode enviar e-mails esporadicamente para sua carteira de clientes oferecendo cupons de desconto, anunciando um produto novo, em datas comemorativas e atualizações sobre a sua marca.

Essa é também uma das estratégias on-line mais antigas e que ainda tem uma taxa de conversão muito alta, de acordo com mais de 80% das lojas on-line. Através dos seus e-mails, além de manter seus clientes informados e possivelmente realizar vendas, você criará uma relação muito mais sólida com eles e, no mundo atual, atendimento ao consumidor é comprovadamente uma das formas mais eficazes de manter este consumidor e gerar recompras – ou perdê-lo para sempre.

Por que e-mail marketing é melhor que outras estratégias de marketing digital?

Todos com acesso à internet têm um e-mail. Nem todos estão nas redes sociais. Vamos supor que uma pessoa digite a palavra-chave do seu negócio na busca, encontre seu site, goste do que viu e tenha a opção de se registrar para receber e-mails com promoções, cupons de desconto e conhecer mais sobre o seu produto. De primeira, talvez ela não faça uma compra. Depois de receber um e-mail de boas vindas com um código especial para ser utilizado numa compra futura, as chances de converter esse usuário num cliente é muito grande.

Outro ponto positivo é o monitoramento de resultados. É muito fácil, através das ferramentas certas, monitorar quem abriu seu e-mail e quem clicou no link que você disponibilizou através dele, por exemplo. Sem investir tanto quanto você investiria nas publicidades veiculadas em redes sociais, você pode converter e-mails em vendas tanto quanto um anúncio pago. Lembre-se que quem se registrou na sua lista de e-mails já tem uma afinidade com o seu negócio, talvez até uma necessidade de consumir o seu produto, portanto, é muito mais fácil vender on-line para esse público. Quem vê sua publicidade numa rede social nem sempre terá interesse em saber mais sobre o que você anuncia.

Como criar uma lista de e-mail marketing e começar uma campanha

É muito importante que essa coleta de e-mails se dê naturalmente, de certa forma. Você pode ficar tentado a comprar listas de e-mails que são vendidas na internet, mas esse é um dos maiores erros que você pode cometer, já que a pessoa que receberá seu e-mail provavelmente o considerará spam, pois ela não solicitou o recebimento desse conteúdo, ela removerá seu cadastro para não receber mais e-mails seus e você não estará convertendo suas campanhas em vendas.

A forma mais fácil de criar sua lista é disponibilizando um formulário nas páginas do seu site para que qualquer um possa se inscrever e receber seus futuros e-mails. Para clientes da Emanda, por exemplo, é possível disponibilizar um pop-up inteligente no seu site e criar sua lista.

Ao incorporar um formulário no seu site, encontre uma forma de deixar claro antes mesmo do registro que você não fará spam, que você não divulgará as informações de contato registradas e que suas campanhas sempre vão beneficiar seu consumidor, seja com cupons de desconto, sorteios e material exclusivo para quem se cadastrar.

Uma vez que você tem seus primeiros consumidores cadastrados, é hora de pensar no conteúdo dos e-mails que você irá enviar. Confira algumas ideias de campanhas:

  • E-mail de boas vindas com um código de desconto para a primeira compra realizada através do seu site
  • Se seu site tem um blog, pode ser interessante incluir alguns dos seus posts no rodapé do e-mail
  • Contagem regressiva para um super lançamento
  • Promoções de temporada, ponta de estoque etc
  • E-mail de aniversário, se você coletar essa informação do consumidor, oferecendo um desconto ou brinde se ele comprar em datas específicas
  • Celebrar datas comemorativas populares e listar produtos que tenham a ver com elas
  • Pedir feedback sobre toda a experiência após o consumidor realizar uma compra e receber o produto adquirido

Busque sempre enviar seus e-mails com regularidade e num dia específico da semana. Pense no que você deseja comunicar com antecedência e, mesmo sendo uma marca e desejando vender on-line, não envie e-mails apenas com o foco em vendas. Vez ou outra, um e-mail que não divulga um produto ou promoção especificamente acaba gerando mais interesse por fazer o cliente sentir que a marca realmente se importa com o relacionamento com ele.

Depois de ter seu conteúdo pensado e programado, invista também no design do seu e-mail e nos assuntos e títulos. Um assunto chamativo com certeza fará com que mais pessoas o notem na caixa de entrada. Um layout bonito fará com que elas leiam até o fim. Chame a atenção usando a identidade da sua marca, faça com que todos reconheçam logo de cara através das cores utilizadas e forma de se comunicar qual é a marca sem precisar realmente ler o nome e mantenha esse padrão em e-mails futuros. Uma imagem vale mais que mil palavras até mesmo quando falamos de e-mail.

Campanhas de e-mail personalizadas

Você tem sua carteira de clientes, já investiu em alcançar novos públicos e já conhece bastante sobre quem consome sua marca? Agora é hora de moldar sua campanha para falar especialmente com esse grupo.

Monitoramento é algo muito importante para saber de onde estão vindo os seus clientes – das redes sociais, de outro site que te indicou, dos seus anúncios pagos etc -, que idade eles têm, onde eles moram, quais outras marcas eles consomem. Existem várias formas de conseguir essas informações, você pode fazer uma pesquisa no seu site, nas suas redes sociais, monitorar com ferramentas pagas e solicitar mais informações na área de cadastro do seu site são alumas delas.

Conhecendo seu público, você poderá falar numa linguagem mais acessível para eles, que entretenha mais, que te posicione como uma marca de determinado nicho. Saber como se aproximar de quem lê, segue e compra é fundamental para manter essa pessoa interessada no que você produzirá no futuro.

Com todas as suas necessidades e estratégias devidamente anotadas, adaptadas para o seu segmento e prontas para serem colocadas em prática, considere que muitas vezes quantidade não significa tanto para um negócio. É sempre bom atrair novos consumidores, investir tempo e dinheiro em publicidade para a sua marca, atingir novos mercados e regiões, mas conhecer através do marketing digital quem está consumindo o que você vende pode aumentar muito mais sua receita, pois se seu negócio está fazendo seus clientes retornarem e consumirem mais, quer dizer que suas técnicas estão funcionando e seus investimentos não foram em vão.

Deixe uma resposta